Você sabia que o azeite de dendê é um aliado para a saúde, além de um ingrediente muito rico para a gastronomia?

Coloca dendê, menina


Ingrediente fundamental da culinária baiana, o azeite de dendê, também conhecido como óleo de palma ou azeite de dendém, é um alimento rico e funcional, apesar da má fama que carrega.

Durante muitos anos, o azeite extraído do fruto do dendezeiro, uma palmeira de origem africana, foi taxado como gorduroso e prejudicial à saúde. Porém, a verdade é outra: o dendê é uma gordura rica em antioxidantes, ácidos graxos, ômega 9 e ômega 6.

Pesquisas comprovam que o dendê contém propriedade benéficas e, se utilizado na quantidade correta, pode proporcionar muitos benefícios à saúde. O óleo possui esteróis, substâncias que dificultam a absorção de colesterol no intestino. É excelente fonte de beta caroteno – potente antioxidante que auxilia no combate os radicais livres, e de pró-vitamina A, além de quantidades relevantes de vitamina E.

Segundo a nutricionista Fernanda Marques, o azeite de dendê pode auxiliar na redução dos níveis do colesterol LDL (colesterol ruim), e no aumento do HDL (colesterol bom). “Estudos comprovam que o consumo de azeite de dendê chega a ser ainda mais benéfico para a redução do colesterol que o do óleo de coco. A pesquisa mostrou ainda que o consumo de duas colheres de chá de dendê por dia, durante duas semanas, já provoca alterações benéficas nas taxas de colesterol total”, declara.

O dendê é o óleo mais vendido do mundo

O dendê é o óleo mais vendido do mundo

Como todos os tipos de gorduras, o azeite de dendê deve ser utilizado com moderação, pois contém um nível energético relevante, que gira em torno de 70 calorias por colher de sopa. Ainda assim, é um óleo que, quando consumido frio, traz grandes benefícios à saúde e pode ajudar, inclusive, no controle do apetite e saciedade, auxiliando a manter uma dieta equilibrada e perder peso.

“Outros estudos já indicam que o azeite de dendê pode ser usado para redução ou combate da deficiência de vitamina A, problema que pode causar dificuldade na visão”, diz Fernanda.

O ideal é consumir o óleo frio, mas, caso seja aquecido, o ideal é não ultrapassar os 180°C, para preservar todas as suas propriedades.

O óleo mais vendido do mundo

A versatilidade do azeite de dendê é tão grande que, em pouco menos de 10 anos, o produto se tornou o óleo mais comercializado do mundo. Essa grande procura se deve ao fato do óleo de palma ser utilizado em diversas áreas, incluindo a indústria bioquímica, de cosméticos e até farmacêutica.

Segundo a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM), o fruto do dendezeiro produz dois tipos de óleos, extraídos tanto da polpa quanto da semente. Ambos são denominados como óleo de dendê, porém o primeiro, em estado bruto, pastoso e de cor amarelada, é o mais utilizado para consumo alimentício. Após seu processo de refinamento, se torna um substituto ideal para gordura trans e muito utilizado na produção de margarinas.

O segundo tipo, mais líquido e claro, é muito utilizado na produção de sabonetes, cosméticos e óleos corporais.

Rei da gastronomia nordestina

Quem já se deliciou com um acarajé baiano sabe todo o sabor que o dendê agrega a uma receita. Talvez por isso sua participação na culinária do norte e nordeste do país seja tão intensa, o que dá a cada prato seu toque tão característico de brasilidade.

Para comemorar todos os benefícios do óleo, tanto para o nosso organismo quanto para nossas cozinhas, selecionamos receitas que vão comprovar que o dendê é um ingrediente fundamental em nossas vidas. Confira:

Entendeu como o azeite de dendê é poderoso? Agora é só investir em mais esse ingrediente para abrilhantar seus pratos. Coloca dendê, menina! 😉

Nenhum comentário


Artigos Sugeridos

Todos os Posts