Receitas funcionais e seus benefícios


É cada vez mais frequente ouvirmos falar sobre alimentos funcionais e seus benefícios à saúde. Com a crescente preocupação em relação ao corpo, saúde e bem-estar, muitas pessoas mudaram seus hábitos alimentares e inseriram as receitas funcionais em seu dia a dia. Mas você realmente entende o que faz um alimento funcional ser diferente dos demais?

Os alimentos funcionais, além da sua função básica de nutrir, podem auxiliar na redução dos riscos de doenças como câncer, diabetes, entre outras. Mas é muito importante salientar que esses alimentos não substituem os cuidados médicos e sim os complementam.

A alimentação funcional busca o consumo de alimentos naturais e a redução da carne vermelha em excesso. É importante que sempre haja um equilíbrio na ingestão dos alimentos e que o alimento funcional faça parte da rotina, porque de nada adianta você comer muito bem em um dia e no outro só comer alimentos ultraprocessados e com alto nível de gordura.

Se você tem dúvidas sobre quais são os alimentos funcionais, confira a lista abaixo e comece a preparar a lista de compras:

 

Isoflavonas

Para que servem: Têm ação estrogênica, ou seja, reduzem os sintomas da menopausa e ajudam a prevenir o câncer;

Onde encontrar: Soja e derivados.

 

Proteínas de soja

Para que servem: Reduzem os níveis de colesterol;

Onde encontrar: Soja e derivados.

 

Ácidos graxos ômega-3

Para que servem: Reduzem o LDL – colesterol; têm ação anti-inflamatória e são indispensáveis para o desenvolvimento do cérebro e da retina de recém-nascidos;

Onde encontrar: Peixes marinhos como sardinha, salmão, atum, anchova, arenque etc.

 

Ácido alfa-linolênico

Para que serve: Estimula o sistema imunológico e tem ação anti-inflamatória;

Onde encontrar: Óleos de linhaça, colza e soja; nozes e amêndoas.

 

Catequinas

Para que servem: Reduzem a incidência de certos tipos de câncer e colesterol e estimulam o sistema imunológico;

Onde encontrar: Chá-verde, cerejas, amoras, framboesas, mirtilo, uva roxa e vinho tinto.

 

Licopeno

Para que serve: É antioxidante, reduz níveis de colesterol e o risco de certos tipos de câncer, como o de próstata;

Onde encontrar: Tomate e derivados, goiaba vermelha, pimentão vermelho e melancia.

 

Luteína e zeaxantina

Para que servem: São antioxidantes; protegem contra a degeneração macular;

Onde encontrar: Luteína em folhas verdes e Zeaxantina no milho e pequi.

 

Indóis e isotiocianatos

Para que servem: São indutores de enzimas protetoras contra o câncer, principalmente de mama;

Onde encontrar: Couve-flor, repolho, brócolis, couve de bruxelas, rabanete e mostarda.

 

Flavonoides

Para que servem: Têm atividade anticâncer, vasodilatadora, anti-inflamatória e antioxidante;

Onde encontrar: Soja, frutas cítricas, tomate, pimentão, alcachofra e cereja.

 

Fibras solúveis e insolúveis

Para que servem: Reduzem o risco de câncer de cólon e melhoram o funcionamento intestinal. As solúveis podem ajudar no controle da glicemia e no tratamento da obesidade, pois aumentam a saciedade;

Onde encontrar: Cereais integrais como aveia, centeio, cevada, farelo de trigo etc.; leguminosas como soja, feijão, ervilha etc.; hortaliças com talos e frutas com casca.

 

Prebióticos – frutooligossacarídeos, inulina

Para que servem: Ativam a microflora intestinal, favorecendo o bom funcionamento do intestino;

Onde encontrar: Vegetais como raiz de chicória e batata yacon.

 

Sulfetos alílicos (alil sulfetos)

Para que servem: Reduzem o colesterol e a pressão sanguínea, melhoram o sistema imunológico e reduzem o risco de câncer gástrico;

Onde encontrar: Alho e cebola.

 

Lignanas

Para que servem: Inibem os tumores hormônio-dependentes;

Onde encontrar: Linhaça e noz-moscada.

 

Tanino

Para que serve: É antioxidante, antisséptico e melhora a vasoconstrição.

Onde encontrar: Maçã, sorgo, manjericão, manjerona, sálvia, uva, caju e soja.

 

Estanóis e esteróis vegetais

Para que servem: Reduzem o risco de doenças cardiovasculares;

Onde encontrar: Alimentos extraídos de óleos vegetais como de soja e de madeiras.

 

Probióticos – Bifidobactérias e lactobacilos

Para que servem: Favorecem as funções gastrointestinais, reduzindo o risco de constipação e câncer de cólon;

Onde encontrar: Leites fermentados, iogurtes e outros produtos lácteos fermentados.

 

Fonte: Ministério da Saúde

 

Agora que você sabe tudo sobre os benefícios de cada alimento, confira algumas receitas funcionais para incluir na dieta ou no seu dia a dia:

 

Sopa funcional de legumes

 

Bolo funcional de banana e castanhas

 

Triple chocolate cookie funcional

 

Torta de frango fit

Geleia vermelha funcional

Nenhum comentário


Artigos Sugeridos

Todos os Posts