Guia dos tipos de café


Um dos momentos mais gostosos do dia, para muitos, é a hora de tomar um cafezinho. No entanto, a variedade de sabores, torras e modos de fazer, muitas vezes pode causar dúvidas sobre qual tipo de café escolher para preparar em casa, ou qual saborear em uma cafeteria.

Para preparar em casa

Tipos de café e torra

O mais consumido no Brasil é o café tipo Arábica. Tem o sabor e aroma marcante, apesar de ter 50% menos cafeína que o tipo Robusta. Por sua vez, o Robusta é o ideal para quem gosta de um café forte, mais amargo e encorpado. Agora que você já sabe a diferença entre os grãos Arábica e Robusta, está pronto para saber qual irá consumir.

Após a escolha do café que mais agrade o seu paladar, alguns tipos de preparo podem complementar a experiência de tomar um bom cafezinho. São quatro tipos de moagem e cada uma deve ser considerada para um tipo de preparo: ultrafina, fina, média e grossa.

No gosto dos brasileiros também está o café coado, ideal para o café de moagem fina. Preparado a partir de grãos moídos, o café pronto e empacotado pode ter até 30% de grãos tipo Robusta em sua mistura. Além disso, é importante considerar se a marca escolhida possui o selo Abic de qualidade. Os pós disponíveis para a compra, como cafés tradicionais, descafeinados, forte, extra-forte e gourmet – de qualidade superior, geralmente com qualificação feita por baristas profissionais.

Entretanto, o café expresso não perde muitas posições na preferência de nossa terra. Geralmente 100% do tipo Arábica, este cafezinho tem seus grãos moídos na hora para que todo o sabor seja mantido. Sob pressão, o café expresso fica mais cremoso e seu aroma é um pouco mais forte do que o coado.

A moagem fina é a mais indicada para o preparo de um bom café expresso. É responsável pelo aroma, sabor mais amargo e cremosidade constantemente encontrados neste tipo de café. No entanto, se sua preferência é por um café mais suave e aromatizado, a moagem média é ideal.

A moagem de granulometria mais grossa é ideal para o preparo em uma cafeteira de prensa francesa. Desta forma, não tem risco de o pó passar pelo êmbolo. Para a infusão o recomendado é que seja respeitado o tempo entre três e cinco minutos. De acordo com sua preferência, pois, para um café mais forte, deixe-a mais tempo. Prefere que seu café seja mais fraco? Coloque o timer para no máximo três minutos e meio. Ajuste tudo no timer de sua cafeteira e o café sairá perfeito.

 

Para apreciar em cafeterias

Algumas cafeterias oferecem tantos tipos como opções que fica até difícil escolher. Por isso, a maioria das pessoas acaba escolhendo o mais comum: o café expresso curto. Servido em uma xícara de 50ml, uma quantidade entre 25 e 35ml de café encorpado e muito saboroso. O contato rápido com a água, traz ao paladar sabores ressaltados a partir de óleos essenciais contidos no café.

O expresso brasileiro é um tipo bem apreciado por aqui. Tudo porque, em quantidade maior (cerca de 40 a 50ml em uma xícara de 50ml), agrada quem prefere mais café. Já o ristretto é um expresso curtíssimo: são apenas entre 15 e 20ml servidos. No entanto, é justamente a pouca quantidade que conserva mais óleos essenciais e o torna muito mais saboroso.

Por expresso italiano é conhecido o café que, mesmo seguindo praticamente as mesmas medidas do café expresso curto, usa grãos de qualidade superior em seu preparo. Geralmente vem da mistura dos melhores grãos Arábica e Robusta, o que o deixa quase aveludado ao paladar.

Se você aprecia um café mais adoçado e fraco, o café carioca é o ideal. Tudo porque ele é um pouco mais diluído em água do que o expresso comum.

Já o café longo é indicado para quem gosta de quantidade e não necessariamente de qualidade dos grãos. Servido em xícaras de 50ml, muitas vezes leva um pouquinho mais de água quente em seu preparo.

Para quem realmente não se importa tanto com sabores mais acentuados e cafés encorpados, o café americano é o mais indicado. Tudo porque, neste tipo de café, a água está em maior quantidade, deixando-o bem fraco.

O capuccino clássico conta com três ingredientes fundamentais: um terço de café expresso, um terço de leite vaporizado e outro de espuma de leite. Pode ser servido com canela, creme de leite ou chantili.

O latte, café expresso com quantidade generosa de leite vaporizado e espuma de leite se diferencia do latte machiatto por ser servido em uma xícara de 50ml. O segundo, geralmente conta com uma xícara longa (de 90ml) com o café expresso servido por cima do leite.

Nesta lista não poderia faltar o famoso cafezinho. Este tipo é aquele que mais se assemelha ao café com gostinho de coisa de avó. Coado normalmente do pó mais simples, às vezes pode até vir da cafeteria já adoçado.

E aí, ficou mais fácil descobrir qual seu café preferido? Conte para a gente qual café é o mais gostoso para você.

Nenhum comentário


Artigos Sugeridos